O Touro


A Lua Nova de Touro (15/2/18 => 8h49min,BZT)

- reflexões sobre o está para acontecer.

Depois de 84 anos, na próxima Lua Nova, Urano (o Céu Fecundante e Ilimitado) entra em Touro, signo da Terra (fértil e abundante) => simbolicamente: da queda do "Céu" à Terra, que pode florescer, ou tremer!? - O que estará para nascer? Há pelo menos duas direções para se imaginar, desde os Mitos Gregos. Das gotas de sangue do corte do falo de Urano por Saturno, que caem na Terra, nascem a cólera e as fúrias. Mas das espumas geradas pelo sêmen que cai no mar, nasce Afrodite, a deusa do Amor. A escultura de bronze de um Touro em posição de ataque, situada em Bowling Green, no distrito financeiro de Manhattan, em Nova Iorque, com 3,5 toneladas, 3,4 metros de altura e 4,9 metros de comprimento, como símbolo da Bolsa de Valores de Wall Street, seria uma alusão à adoração do vil metal numa outra versão do "Bezerro de Ouro"? Por que não? Alguns acreditam que o Touro caracteriza a fúria do apelo emocional que dispara o movimento coletivo de compra ou venda das ações de modo quase compulsivo, marcando uma mudança agressiva de tendência de mercado, que antecipa a tomada de decisão que leva à imediata ação de negociar as ações (papéis), que a qualquer momento podem despencar, em seu valor, ou inverter o seu movimento de queda, tal qual como o estouro de uma boiada (The Bull). Todos seguem o mesmo fluxo. Comprar ou vender. Mas na verdade, a própria palavra "T-Ouro" sugere "ter ouro" - tesouro: é o símbolo da abundância, de recursos e acúmulo de riquezas da Terra: ali onde pasta um Touro, viveriam pelo menos 60 famílias se alimentando diretamente de alimentos vegetais. Isaac Asimov, em seu livro "O Início e o fim", já na década de 70/80 profetizava que haveria até o ano 2000 uma tendência natural ao vegetarianismo. Não por uma questão espiritual ou ideológica, mas principalmente pela distribuição de riquezas, pelo problema da fome entre os seres humanos no planeta, a disputa por terra, alimento e água. Hoje sabemos que existe mais de 1 bilhão de cabeças de gado no mundo ocupando e comendo em nossas terras, bebendo nossas águas e soltando gases que destroem a camada de ozônio... e em alguns países, como no Brasil, há mais gado que gente... Sim, podemos sim imaginar o Touro, em sua forma original, como nada mais, nada menos, do que a acumulação de uma tonelada de capim, ou de alimento vegetal que bem distribuído saciaria a fome do mundo; à parte o fato de que, desde pequenos, somos doutrinados pelo sistema e aprendemos nos livros das primeiras séries a ver as mil e uma utilidades do Touro, desde sua carne, os ossos, o couro, da vaca o leite, queijos e manteigas, enfim, deste animal nada se desperdiça, tudo se aproveita para se fazer negócio, para se fazer dinheiro. O Touro, assim, é o símbolo do modo de produção, dominação e acumulação capitalista, o sistema hegemônico da "Era do Ter" (estes últimos 200 anos do Ciclo de Júpiter e Saturno em signos de Terra), das posses e acumulação de bens e riquezas, da exploração ao limite dos recursos finitos do planeta, pelo homem. Traz o direito à propriedade privada dos donos de Terra que priva o homem sem Terra do alimento do seu pedaço de chão, para dar pastagem ao Touro, e riqueza ao dono, enquanto assim gera a escassez, e a falta que dá o domínio e exploração do homem pelo próprio homem. Basta ver o volume de negócios feitos diariamente na Bolsa de Valores de NY para se deduzir daí a escolha deste símbolo, que inclui, como na própria fotografia, a ferocidade deste animal, vista nas regras do mercado, tal é diferença do valor ação/papel no mercado especulativo, e ação/tempo produtivo do homem na Terra.

Urano entrará em Touro no dia 15 de maio, avança até o grau 2gr38min em 7 de agosto, quando fica retrógrado,e "desce à Terra", voltando a Áries em 6 de novembro, recuando até o grau 28g36min, quando ganha impulso para seu ingresso definitivo em Touro que se dá a partir de 6 de março de 2019. Chegamos a uma espécie de "turning point" civilizatório que começa a anunciar o fim de um ciclo já visível pelo desproporcional nível de desigualdade econômica, social e cultural no mundo, que aponta para a necessidade de quebra deste modo exploratório capitalista de ser. O Touro parece que vai entrar bufando na arena, que para muitos é terra devastada, patinando na areia, ou sobre o mercado, pronto para avançar furioso para cima do seu algoz, o toureiro. Resta saber quem é o touro, quem é o toureiro? Onde fica a arena? - Haveria indícios do início do colapso da economia mundial? - Alguma nova grande revolução está em marcha? - Que novas modalidades de negócios podem reverter este quadro? Há cerca de 25 séculos (entre 580 e 577 a.C.), quando ocorreu a única tríplice conjunção entre Urano, Netuno e Plutão da história, foi no signo de Touro. Ali parece ter sido criada a moeda e novas formas de negócios, e este foi importante marco histórico que deu origem a uma verdadeira revolução do pensamento no mundo ocidental, desaguando nas origens da filosofia grega. Muitas outras conjunções entre estes planetas já ocorreram desde então, e outras revoluções também, mas entre pares: Urano/Netuno, Urano/Plutão, Netuno/Plutão: estes três planetas pertencem a uma categoria diferente daquela dos planetas conhecidos desde a antiguidade, e não há expectativa de uma nova tríplice conjunção.

Reflexões sobre Touro

A força de vida que se encontra na semente emerge da Terra na abundância da primavera: TOURO. Arquetipicamente, o Zodíaco descreve as diferentes qualidades de energias vitais que se manifestam na natureza ao longo do ciclo das estações do ano. A concepção do modelo considera a referência do hemisfério norte, em que Áries marca o ponto zero, com chegada do Sol ao equinócio. É o signo do Fogo primeiro, que traz o Quente, que aquece o frio das Águas do inverno de Peixes, e derrete a neve e o gelo do inverno. É onde reside todo começo. Em seguida floresce Touro, na abundância dos sais minerais próprios ao seco da Terra, que acolhe os fótons do Sol na semente e devolve ao Universo, em forma de brotos, o mistério verde da fotossíntese. Na sequência, Gêmeos se expande pelo Ar, são os pólens da primavera, já em transição para o verão. Esses três primeiros signos representam, de modo mais perceptível, as dinâmicas Cardinal, Fixa e Mutável que diferenciam os signos de mesmo elemento nas diferentes estações. De onde deriva a combinação dos 4 elementos com as três fases distintas resultando nas 12 forças arquetípicas do Zodiaco.

Vale quanto pesa

Qual é o seu valor?

Transvaloração. O valor por trás do valor. Que real valor tem uma cédula? É do suor e fadigas do trabalhador que o produz? Talvez. Mas tem gente que trabalha muito e não tem nada. Tem gente que não trabalha e tem muito. Tem gente que não trabalha e não tem nada, e tem gente que trabalha muito, tem muito e pensa que tem muito porque trabalha muito... Mas é ilusão, pois existem todas as outras possibilidades. Então qual é a relação entre dinheiro e trabalho? Uma vez assisti a uma palestra de um consultor que foi convidado para fazer uma companha de valoração das cédulas, que são muito caras para serem fabricadas e que as pessoas cuidam mal, pois estragam, danificam, rasgam, amassam, rabiscam, enfim, há um enorme disperdício de dinheiro só para fabricar e termos em circulação esse bem comum, público: as cédulas de dinheiro. È bem caro mesmo. Até por isso as cédulas de 1 real deixaram de ser fabricadas. Seu custo de fabricação é maior que o valor nominal da cédula. Então, esse consultor tirou uma cópia colorida de uma nota de reais, apresentou à platéia, pois sabia que danificar um bem/patrimônio público ( diga-se "do povo", de todos) é crime. Mas a platéia não sabia que aqiluela nota era uma cópia. E o consultor perguntou: - quem quer essa nota? Todos responderam: - eu, eu, eu! Então ele riscou a nota, e depois amassou todinha. E perguntou de novo: - quem quer essa nota? Todos levantaram a mão. Aí, radicalizou. Cuspiu na cédula, jogou no chão, pisou em cima. Pegou de novo, abriu, mostrou o dinheiro todo sujo, e perguntou: - ainda continuam querendo? Todos disseram que sim! Então, definitivamente, rasgou ao meio a cédula de reais! - E agora? Todos continuaram querendo porque sabem que basta colar a nota, levar no Banco Central, que ele troca! Aí o consultor virou-se para a platéia e falou: - Estão vendo? Este é o valor que você tem! Podem amassar, pisar, rasgar, tentar destruir que todos irão continuar querendo.

47 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
Rio de Janeiro: Rua Cosme Velho 
São Paulo: Hotel Mercure, Av. Funchal 111
Telefone: +21 999138585  
Astro*Coaching - CFP 119.893.307-03
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle