Astro*Coaching e os ciclos planetários

Não se trata de aplicar Coaching à Astrologia, ou de "astrologizar" a prática do Coaching, o Astro*Coaching é uma terceira forma de conversa e de pensar que nasce da integração ou união dessas atividades. É mais do que a soma das partes. E quando é ainda catalizado pela filosofia, os tipos de conversas que surgem, ajudam a conduzir o individuo de um Lugar/estado em que se encontra, para outro Lugar/estado, não apenas desejado, mas de maior grandeza e potência de viver, que devolve ao indivíduo a responsabilidade das escolhas possíveis ao exercício da autonomia da vontade.

Quando se trata dos ciclos de Saturno, por exemplo, ou do ciclo de qualquer planeta, estamos diante de processos, não de fatos ou de coisas em si, portanto não se deve procurar o que vai acontecer, mas sim pode-se perceber quais as condições mais específicas possíveis presentes nas qualidades do momento. Processos não são coisas estáticas e se caracterizam essencialmente por dinâmicas que se relacionam com mudanças. Portanto, são movimentos e não objetos, ou algo que possa ser negociado, comprado, ou mesmo do que simplesmente se pode descartar, desfeito ou jogado fora. Processos fazem parte da vida. São fluxos de informação e energias no tempo e espaço, e não há nada na natureza que possa encontrar tanta similaridade com tais processos, movimentos ou mudanças, do que os ciclos planetários.

Os planetas não param nunca, movem-se “eternamente”, por si próprios, e não dependem de forças externas que atuem sobre eles para que se mantenham no fluxo contínuo no tempo e espaço, e por isso, os antigos, como Platão, diziam que os planetas eram dotados de “alma” (ver Leis // Timeo,// República // O Céu // Plotino // Tomas de Aquino)...

• Quando se vivencia um "trânsito" específico, é colocado em marcha de modo evidente um processo de mudança; algo se altera dentro de si, e a realidade que se vê e se vive, torna-se diferente. Em muitos casos os trânsitos são coletivos e dizem respeito a toda uma geração, a toda uma época do mundo. • Os ciclos, por serem dinâmicas, se opõem à qualquer coisa que pareça com estabilidade; assim há fases nas quais experimentamos movimentos internos que nos impulsionam a avançar contínuamente, na direção de movimentos externos; e outras fases em que os movimentos externos nos levam a mudar internamente. De todo modo, há simultaneidade nessas relações, uma constante interação, mesmo quando nem sempre nos sentimos prontos para aquela mudança. Assim podemos experienciar as mudanças como "acidentes" ou como parte da grande aventura de viver.

• Às vezes queremos mudar e, ainda assim, não basta apenas o querer, não conseguimos, hesitamos, e até podemos temer a mudança que queremos;

O Astro*Coaching ajuda a entender os trânsitos planetários como processos de vida, e pode nos fazer compreender os motivos e a necessidade de mudar e com isso começar a potencializar mais conscientemente tais mudanças, no tempo certo, e se situar no fluxo de modo natural e consciente.

"A consciência tem o poder de transformar aquilo que toca, mas nem sempre garante". Às vezes temos consciência e a compreensão do que queremos mudar, mas não necessariamente promovemos a mudança, porque nem sempre sabemos quando, como, onde, o que ou porquê mudar.

Os mapas oferecem recursos para tais questionamentos, e é muito saudável se perguntar, desde de que se faça a pergunta certa. • Então podemos olhar nossos mapas e, de acordo com os ciclos planetários, perceber o quando, onde e como podemos fazer ou não a mudança que queremos.

Quando: - podemos usar o Padrão Individual de Tempo das Curvas de Saturno, por exemplo, para a construção de uma moldura mais precisa das etapas do processo, além das diferentes qualidades do tempo, onde encontram-se outras perspectivas, desafios e possibilidades, que os aspectos com outros planetas distribuidos pelo mapa inteiro sinalizam, e que podem trazer feedback, para desenvolver, ou integrar, as habilidades necessárias para alcançar este ou aquele objetivo. • Onde: - podemos encontrar no mapa referências bem precisas das áreas onde ocorrem as principais situações limites com as quais deparamos nestes trânsitos de transição. • São doze áreas e cada uma tem uma especificidade que pode ser percebida como mais um elemento significativo para tomada de decisão. • Como: - podemos identificar as habilidades disponíveis para tais situações de mudança de acordo com as tendências gerais das crenças ou matrizes e gestaltes que os mapas representam e ajudam a compreender, por meio dos aspectos ativados pelos ciclos planetários. * Por que? Muito mais coisas podem ser elencadas neste estimulante processo de autoconhecimento proposto pelo Astro*Coaching. Mas o principal motivo, acima de tudo, é a possibilidade de compreensão do porquê, muitas vezes a "razão oculta" que se encontra por trás das coisas que acontecem, e que podem estar relacionadas com os valores e crenças e um propósito maior para a vida, ancorado no sentido pertencimento a um Mundo feito de relações e interconexões, onde tudo faz parte do Todo, o Todo está em tudo, e é muito mais do que a soma das partes: um Universo vivo e pulsante do qual, em essência, somos parte integrante.

www.oficinadeastrocoaching.com

9 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
Rio de Janeiro: Rua Cosme Velho 
São Paulo: Hotel Mercure, Av. Funchal 111
Telefone: +21 999138585  
Astro*Coaching - CFP 119.893.307-03
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle